A história que queria contar

Eu queria muito, muito, escrever uma história.

Com começo, meio e fim, detalhes especiais.

Diálogos inúmeros.

Falas. Sentimentos. Dizeres.

Queria tanto contar uma história!

Personagens tenho, muitos.

Dizeres sei, demais.

Escrever aprendi.

Falar, também sei.

Colocar letras em papel já aprendi faz tempo!

Digitar, meu Deus, como sou boa nisso!

E o que falta?

Aprender a dar um sentido.

Sentido a um conto e não consigo!

Perco-me no tempo e espaço.

Eu quero tanto contar uma história!

E a história é tão grande e real!

Se conseguir colocar no papel

o tanto que tenho dentro de mim, vai ser bom.

Bom demais!

A história é boa. O tema atual.

Contar tudo será legal!

Tanto e tanto, que talvez o título seja:

“Bom demais!”

Ou, “Nem tão bom assim!”

Ou, “Como é Ser Bom Demais?”

Só preciso saber contar.

Com princípio, meio, detalhes e fim.

E quem sabe o melhor título seja:

“Princípio, Meio e Fim”.

Ou… “Detalhes”.

Ou, ainda, “Princípio do Fim”.

Ou, “Fim do Princípio”.

Só preciso conseguir escrever.

Iniciar a história.

Continuar o conto.

Contar, dialogar.

Falar, voltar, dizer e sentir.

Preciso contar sobre o que foi, é e será.

Ter um princípio,

contar de um meio,

sentir e deixar fluir um tempo.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s