Arquivo | agosto 2012

Progresso

 “Não permita que seus pensamentos fiquem presos nas situações. Nem sequer olhe para as situações. Esteja consciente de que tudo – seja bom ou ruim – é apenas uma cena lateral. Cenas laterais passam, elas não permanecem. Então eu não devo ficar preso a elas. Enquanto progredindo tenha a certeza de que tudo foi deixado para trás.”

Dadi Janki

Anúncios

Arnaldo Jabor – Imperdível!

Brasileiro é um povo solidário. Mentira. Brasileiro é babaca. Eleger para o cargo mais importante do Estado um sujeito que não tem escolaridade e preparo nem para ser gari, só porque tem uma história de vida sofrida;
Pagar 40% de sua renda em tributos e ainda dar esmola para pobre na rua ao invés de cobrar do governo uma solução para pobreza;
Aceitar que ONG’s de direitos humanos fiquem dando pitaco na forma como tratamos nossa criminalidade. ..
Não protestar cada vez que o governo compra colchões para presidiários que queimaram os deles de propósito, não é coisa de gente solidária.
É coisa de gente otária.


Brasileiro é um povo alegre. Mentira. Brasileiro é bobalhão.
Fazer piadinha com as imundices que acompanhamos todo dia é o mesmo que tomar bofetada na cara e dar risada.
Depois de um massacre que durou quatro dias em São Paulo , ouvir o José Simão fazer piadinha a respeito e achar graça, é o mesmo que contar piada no enterro do pai.


Brasileiro tem um sério problema.
Quando surge um escândalo, ao invés de protestar e tomar providências como cidadão, ri feito bobo.


Brasileiro é um povo trabalhador.. Mentira. Brasileiro é vagabundo por excelência.
O brasileiro tenta se enganar, fingindo que os políticos que ocupam cargos públicos no país, surgiram de Marte e pousaram em seus cargos, quando na verdade, são oriundos do povo.
O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado ao ver um deputado receber 20 mil por mês, para trabalhar 3 dias e coçar o saco o resto da semana, também sente inveja e sabe lá no fundo que se estivesse no lugar dele faria o mesmo.
Um povo que se conforma em receber uma esmola do governo de 90 reais mensais para não fazer nada e não aproveita isso para alavancar sua vida (realidade da brutal maioria dos beneficiários do bolsa família) não pode ser adjetivado de outra coisa que não de vagabundo.


Brasileiro é um povo honesto. Mentira. Já foi; hoje é uma qualidade em baixa.
 
Se você oferecer 50 Euros a um policial europeu para ele não te autuar, provavelmente irá preso.
 Não por medo de ser pego, mas porque ele sabe ser errado aceitar propinas.
O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado com o mensalão, pensa intimamente o que faria se arrumasse uma boquinha dessas, quando na realidade isso sequer deveria passar por sua cabeça.

90% de quem vive na favela é gente honesta e trabalhadora. Mentira. Já foi.
Historicamente, as favelas se iniciaram nos morros cariocas quando os negros e mulatos retornando da Guerra do Paraguai ali se instalaram.
Naquela época quem morava lá era gente honesta, que não tinha outra alternativa e não concordava com o crime.
Hoje a realidade é diferente.
Muito pai de família sonha que o filho seja aceito como ‘aviãozinho’ do tráfico para ganhar uma grana legal.
Se a maioria da favela fosse honesta, já teriam existido condições de se tocar os bandidos de lá para fora, porque podem matar 2 ou 3 mas não milhares de pessoas.
Além disso, cooperariam com a polícia na identificação de criminosos, inibindo-os de montar suas bases de operação nas favelas.

O Brasil é um pais democrático. Mentira.
Num país democrático a vontade da maioria é Lei.
A maioria do povo acha que bandido bom é bandido morto, mas sucumbe a uma minoria barulhenta que se apressa em dizer que um bandido que foi morto numa troca de tiros, foi executado friamente.
Num país onde todos têm direitos mas ninguém tem obrigações, não existe democracia e sim, anarquia.
Num país em que a maioria sucumbe bovinamente ante uma minoria barulhenta, não existe democracia, mas um simulacro hipócrita.
Se tirarmos o pano do politicamente correto, veremos que vivemos numa sociedade feudal: um rei que detém o poder central (presidente e suas MPs), seguido de duques, condes, arquiduques e senhores feudais (ministros, senadores, deputados, prefeitos, vereadores).
Todos sustentados pelo povo que paga tributos que têm como único fim, o pagamento dos privilégios do poder. E ainda somos obrigados a votar.

Democracia isso? Pense !
O famoso jeitinho brasileiro.
Na minha opinião, um dos maiores responsáveis pelo caos que se tornou a política brasileira.
Brasileiro se acha malandro, muito esperto.
Faz um ‘gato’ puxando a TV a cabo do vizinho e acha que está botando pra quebrar.
No outro dia o caixa da padaria erra no troco e devolve 6 reais a mais, caramba, silenciosamente ele sai de lá com a felicidade de ter ganhado na loto… malandrões, esquecem que pagam a maior taxa de juros do planeta e o retorno é zero. Zero saúde, zero emprego, zero educação, mas e daí?
Afinal somos penta campeões do mundo né?? ?
Grande coisa…

O Brasil é o país do futuro. Caramba , meu avô dizia isso em 1950. Muitas vezes cheguei a imaginar em como seria a indignação e revolta dos meus avôs se ainda estivessem vivos.
Dessa vergonha eles se safaram…
Brasil, o país do futuro !?
Hoje o futuro chegou e tivemos uma das piores taxas de crescimento do mundo.

Deus é brasileiro.
Puxa, essa eu não vou nem comentar… O brasileiro merece! Como diz o ditado popular, é igual mulher de malandro, gosta de apanhar. Se você não é como o exemplo de brasileiro citado nesse e-mail, meus sentimentos amigo, continue fazendo sua parte, e que um dia pessoas de bem assumam o controle do país novamente.
Aí sim, teremos todas as chances de ser a maior potência do planeta.
Afinal aqui não tem terremoto, tsunami nem furacão.
Temos petróleo, álcool, bio-diesel, e sem dúvida nenhuma o mais importante: Água doce!

Só falta boa vontade, será que é tão difícil assim?

Arnaldo Jabor –  Quando somos convocados pra sair nas ruas pra gritar contra tudo isso não comparecemos, mas quando o assunto é parada Gay, somos 2 milhões de babacas dançando e rindo.

Bondade

”Em tudo há bondade. Nosso objetivo é encontrá-la.

Em cada pessoa, o melhor existe. Nosso trabalho é reconhecê-lo.

Em cada situação, o positivo existe. Nossa oportunidade é vê-lo.

Em cada problema, a solução existe. Nossa responsabilidade é aplicá-la.

Em todo o revés, o sucesso existe. Nossa aventura é descobri-lo.

Em cada crise, as razões existem. Nosso desafio é compreendê-las.

Uma vida de bondade é uma vida de riqueza.”

Brahma Kumaris

Caminhos

Muitas são as diretrizes que indicam caminhos para se encontrar a felicidade.

Muitas sugestões e conselhos já foram dados para os que procuram pela felicidade.

Essas iniciativas são positivas, quando nascidas do desejo sincero de ajudar.

E são necessárias porque cada pessoa poderá seguir pela rota que mais lhe seja favorável, e que esteja de acordo com suas forças e entendimento.

Os caminhos para a felicidade são muitos. Uns são mais curtos e mais íngremes, e exigem mais esforço e renúncias.

Outros são mais longos e mais planos, mas todos conduzem ao mesmo fim.

 A felicidade é, sem dúvida, uma construção diária, que mais se efetiva quanto mais a ela nos dedicamos.

Quanto mais conscientes dos passos que nos levarão ao seu encontro, mais perto dela estaremos.

Mas enquanto não conseguimos conquistar a felicidade suprema, podemos ir preparando o caminho com algumas atitudes fáceis e lúcidas, nos passos de cada dia.

Eis algumas dicas:

Use expressões meigas e cobertas de ternura.

As energias afáveis favorecem uma atmosfera de paz no coração que as exercita.

 Busque a visão otimista sobre as pessoas. Enxergue o lado bom que todos nós possuímos.

 Pequenos gestos de bondade por dia alicerçam as grandes atitudes do amanhã, sedimentando os nobres e elevados sentimentos.

Silencie diante das críticas às atitudes infelizes do próximo. Somos nós mendigos do entendimento alheio ante nossos equívocos repetidos.

Aprenda a deixar fluir a compaixão, quando a dor espelhar-se na alma do próximo.

Condicionará, desta forma, as próprias forças no caminho da caridade, irradiando o calor da fraternidade por onde passar.

Sorria ainda que esteja atravessando difíceis momentos na Terra.

O sorriso gera simpatias e afasta invernos escuros, permitindo o brilho do sol da esperança para você e para tantos que atravessam seu caminho.

 Mantenha a calma em qualquer situação.

Quem confia em Deus e está convicto de Sua Providência infalível, sabe que os recursos necessários chegarão tanto mais rápido e precisos quanto estivermos em posição positiva na vida.

Tolere o mais que possa. Perdoe sempre. Leve paz onde houver dissensões.

Quem semeia brisas suaves não enfrentará os tufões da agonia em estradas futuras.

Conceda ao irmão do caminho a gentileza de sua sincera alegria pelas conquistas dele.

Demonstre desprendimento natural. Prossiga leve com as aspirações elevadas.

A cada dia coloque-se como instrumento de construção, ciente que Deus nos favorece com a bênção do serviço, para que Sua presença seja sentida no mundo por nosso intermédio.

Você, e somente você, é responsável pela sua felicidade ou sua desdita.

Seu caminho para a felicidade só poder ser construído por você, mais ninguém.

Se hoje você encontra em seu caminho pedras e espinhos, é porque houve um tempo em que você se descuidou do seu jardim.

Por isso, é importante não perder mais tempo. Selecione a boa semente e comece agora a reflorir seu caminho para que possa encontrar, logo mais, o perfume agradável da boa semeadura.

Pense nisso!

(Trecho do livro “Ajuda-te – Marta”)

Lei do Caminhão de Lixo

sorriso,

Um dia peguei um táxi para o aeroporto. Estávamos rodando na faixa certa,
quando de repente um carro preto saltou do estacionamento na nossa frente.
O taxista pisou no freio, deslizou e escapou do outro carro por um triz!

O motorista do outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós
nervosamente, mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo
um sinal de positivo e ele o fez de maneira bastante amigável.

Indignado lhe perguntei: ‘Porque você fez isto? Este cara quase arruina o
seu carro e nos manda para o hospital!’..Foi quando o motorista do
táxi me ensinou o que eu agora chamo de  “A Lei do Caminhão de Lixo.”

Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo. Andam por aí
carregadas de lixo, cheias de frustrações, cheias de raiva, traumas e de
desapontamentos. À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de
um lugar para descarregar e às vezes descarregam sobre a gente. Não  tome
isso como pessoal. Não é problema seu!

Apenas sorria, acene, deseje-lhes o bem e vá em frente. Não pegue o lixo
de tais pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas no trabalho, em casa
ou nas ruas. Fique tranquilo… respire E DEIXE O LIXEIRO PASSAR.

O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os caminhões de lixo
estragarem o seu dia. A vida é muito curta, não leve lixo. Limpe os
sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais,
ódio e frustrações.
Ame as pessoas que te tratam bem e trate bem as que não o fazem.

A vida é dez por cento o que você faz dela e noventa por cento a maneira
como você a recebe!

Tenha um bom dia. Livre de lixo!

 

(Autor desconhecido)

V. aceita a parceria do Universo?

Quanta beleza e exuberância existem à nossa volta… quanta perfeição e aprimoramento regem a sinfonia da vida; quanto amor está ao nosso alcance, bastando apenas entrar na sintonia correta e simplesmente incorporá-lo em nossa vida. Por que enfrentamos tanta dificuldade em capturar esses momentos mágicos que insistem em se oferecer, de graça, bastando somente um mínimo de vontade, de curiosidade, de simples observação?

Sei, sei… isso não dá ibope, não merece a atenção de pessoas ocupadas demais, com pressa demais, com estresse demais. É muito mais prático olhar para os erros, as falhas e a sombra do que para o bem, a Luz.
No entanto, despreocupado com o desastrado comportamento atual da maioria da raça humana, o que rege toda esta perfeição, que eu gosto de chamar de Universo, continua firme em seu incessante e primoroso movimento de evolução, de expansão, sempre aguardando que, neste pequeno planeta azul, os humanos finalmente consigam sair de sua perigosa atitude destrutiva e de retrocesso ético e moral.

Todos nós temos consciência de que a abertura das portas do paraíso -aqui mesmo- depende somente de nosso despertar para o Amor Incondicional. Só isso… e tudo isso… já percebemos que não se trata de tarefa simples.Mas, com um parceiro como o Cosmos… creio seja realmente difícil -ou impossível- perder o jogo. E pelo visto, amigas e amigos de Alma, a mudança de rumo e valores não irá demorar muito mais, pois parece que o aliado está com pressa também… provavelmente, devido ao fato que os níveis de agressão à Natureza, bem como o descaso total com quase metade da população, esteja chegando a valores críticos, insuportáveis, quase irreversíveis.

Os que já aprenderam a navegar suavemente na onda do amor, os seres indispensáveis que sustentam por aqui a energia da Luz, (e muitos estão lendo esta mensagem) que já se libertaram de condicionamentos, dependências e dogmas, sabem o quanto é compensador viver em harmonia com tudo e todos, e como é libertador conseguir acessar – no silêncio interior- todas as informações lá guardadas para entender o sentido profundo da vida, para perceber os propósitos da encarnação atual, para se doar sempre e sem querer nada em troca, experimentando a cada respiração a conexão divina, a verdadeira bem-aventurança que é o fruto da compaixão, da simplicidade, da humildade.

Com certeza absoluta, e não me refiro aos sábios nativos do continente americano, africano e asiático, e sim a nós, oriundos de uma civilização européia judaico-cristã, pouco ou nada aprendemos de útil, valioso e em sintonia divina em nossas igrejas ou templos… tivemos que buscar assim -a verdade que liberta- em áreas ainda hoje consideradas obscuras, pagãs, ou até nocivas para os seus praticantes.
Entretanto -e isso em parte se deve a outro presente que acabamos de receber, a poderosa Internet que nos permite esta troca tão preciosa de energias, informações e contato virtual imediato-, hoje dispomos de ferramentas que nos possibilitam avançar de forma efetiva e irreversível nos amparando em todos os momentos na instigante caminhada da vida. Os que alcançaram hoje a paz interior, que já passaram por luminosas experiências individuais, sabem a que me refiro: são técnicas e processos cada vez mais simples e disponíveis às pessoas que realmente querem assumir o comando de suas próprias vidas; isto é: de seu rumo, de sua saúde, de sua felicidade.

É óbvio que uma pessoa com enxaqueca não conseguirá se dedicar tranquilamente a assuntos da alma, ou um sujeito com transtornos e fobias não saberá se concentrar para iniciar um relaxamento ou até uma leitura de um livro ou de um manual… o importante é perceber que o alívio e a cura para estas e outras desarmonias poderão ser obtidos por inúmeros instrumentos não invasivos, sem contra-indicações, que permitem auto-aplicação e que irão solucionar os problemas em sua origem real e não simplesmente atacando seus sintomas.

Quantos ainda ignoram as dádivas recebidas de mão beijada?
– Quantos desconhecem o Reiki? O suave fluir da energia prânica pelas mãos de pessoas amorosas e devotadas ao serviço do bem?
– Quantos ainda não utilizaram as gotas de Luz contidas nas Essências Florais, um presente esplêndido do reino vegetal, desconhecendo sua eficácia?
– Quantos, todavia, não fazem idéia do que se trata quando se fala da Meditação, de silenciar nossa mente e acessar o Todo, se fundindo com tudo que existe num momento de êxtase, soltando os fardos que atrapalham nosso movimento para a frente?!
– Quantos, desconhecem, ainda entre os leitores do STUM, a TER, ou Terapia Regressiva Evolutiva, cada vez mais breve e que resolve…
– Quantos ainda aplicam a Radiestesia em suas vidas, capacitando-se a escolher os caminhos certos de energia que acompanham sua vida, a ter um contato rápido e certeiro com o inconsciente e seus mistérios…
– Quantos aplicam o Perdão, ou o Ho´oponopono em seu dia-a-dia, aliviando culpas, harmonizando situações de conflito, curando a alma e o corpo de pessoas -mesmo que desconhecidas e à distância-, com a parceria segura da Divindade?
– Quantos descobriram nas Constelações Familiares que parte dos problemas que enfrentavam se devia a fatos que aconteceram com seus antepassados e assim conseguiram se libertar de culpas e responsabilidades?

E temos ainda a mais recém-chegada companheira de viagem, a EFT, ou acupuntura sem agulhas, que muitos aprendem hoje a utilizar em si mesmos (e com os outros a seguir) com base em manuais on-line gratuitos, inúmeros vídeos disponíveis no youtube e que em poucos anos será tão difundida entre nós que deixará para trás quase todos os tratamentos alopáticos não emergenciais… Não estou exagerando. Sugiro à classe médica de mente aberta que busque conhecer a EFT e seus resultados, pois poderá implementar de forma ampla e preciosa a Arte da Cura. Creio ainda que virá em breve algo mais simples, com resultado todavia mais rápido e definitivo.

E espero que os bons terapeutas percebam que, além de dominar alguma técnica, na realidade são Holistic Healers, ou seja, Curadores totais, e isso abrange o aspecto espiritual, o mental, o emocional e, por último, o plano físico.
Portanto, que abram seu leque de técnicas, sem se fixar unicamente em seu principal “cavalo de batalha”, mas buscando a multidisciplinaridade, avançando com foco e bom senso nos processos terapêuticos de forma a poder dar sua própria contribuição e compartilhar com quem estiver interessado (O Clube STUM é o lugar ideal para tanto)

Espero também que o fosso que separa a medicina oficial das terapias holísticas, venha o quanto antes a ser colmado, encoberto pra valer e que todo o conhecimento disponível atualmente seja trocado de fato e experimentado na prática, derrubando o vergonhoso muro atual que separa a medicina oficial da cura holística, em benefício de tantos e tantos pacientes/irmãos tão necessitados e muitas vezes desenganados, sendo que hoje tanto alívio, conforto e cura definitiva podem ser alcançados se abrirmos de vez nossos corações e mentes, pois Somos Todos Um só!

Sinto muito, te amo, sou grato,
Sergio – STUM – Site Somos Todos Um