Narcisos

 

Vou caminhando

por esse mundo sem dono,

sem ser realmente de alguém.

Ninguém me pertence,

não sou de ninguém.

Não sou alegre nem triste,

sou só vibração.

Se perguntam quem sou, não sei.

Não sei ao menos se sou.

Ser passagem e transmissão

não é existir nesse mundo sem dono.

Não chegam a me ver,

só sentem que estou.

Se falto me querem,

se fico não percebem.

São só narcisos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s