Fim de tarde

Cai a tarde em Piracicaba.

Lânguida, mansa, devagar.

O sol se esconde e a noite vem chegando.

Mais um dia se foi.

Quente, tranquilo, sem alterações.

Já não se vê o sol.

Mas o céu ainda é azul claro,

começando suas nuances cinzas, róseas, violáceas.

Assisto mais um fim de tarde

nesta cidade que aprendi a amar.

Ouço os pássaros se recolhendo.

Uns piam longamente. Outros intercalados.

Pressinto cada um chegando ao seu ninho.

Se não vejo, imagino suas casinhas.

E os percebo em retorno

ao pedaço que cada um constrói.

Sinto-me solta e em casa.

Vivo e convivo com eles e a natureza.

Posto-me aqui ouvindo, vendo e sentindo.

Estou no espaço, no mundo, na energia.

Sou energia. Sou mundo. Sou espaço.

Misturo-me aos pássaros, vibro em suas asas e pios,

existo neste mundo grande de Deus.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Fim de tarde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s