O QUE É UM AVÔ

Tenho um primo e amigo muito amado que foi avô recentemente de uma garota linda que se chama Manuela. Ele se desfaz em mimos e amores por ela e, por ser um poeta maravilhoso, já teceu lindos versos  nela inspirado, além de ter feito uma publicação restrita de um livrinho todo ilustrado e dedicado a ela, com poesias, fotos e desenhos. A primeira forma que ela o chamou foi Babu e isto ficou muito marcado pra ele e os dois continuam seu diálogos deliciosos de saber. Manu e Babu – personagens  de uma real história de amor. A postagem abaixo coloco aqui em homenagem a ele especialmente,  o amado BABU da MANU.

Redação de uma menina de 8 anos
O que é um Avô.

Um avô é um homem que não tem filhos, por isso gosta dos filhos dos outros.

Os avôs não têm nada para fazer, a não ser estarem ali.

Quando nos levam a passear, andam devagar e não pisam nas flores
bonitas e nem nas lagartas.

Nunca dizem: Some daqui!, Vai dormir!, Agora não!, Vai pro quarto pensar!

Normalmente são gordos, mas mesmo assim conseguem abotoar os nossos sapatos.

Sabem sempre o que a gente quer.

Só eles sabem como ninguém a comida que a gente quer comer.

Os avôs usam óculos e, às vezes, até conseguem tirar os dentes.

Os Avôs não precisam ir ao cabeleireiro, pois são carecas ou estão
sempre com os cabelos arrumadinhos.

Quando nos contam histórias nunca pulam partes e não se importam de
contar a mesma história várias vezes.

Os Avôs são as únicas pessoas grandes que sempre têm tempo para nós.

Não são tão fracos como dizem, apesar de morrerem mais vezes do que nós.

Todas as pessoas devem fazer o possível para ter um Avô, ainda mais se
não tiverem televisão.
Márcia

Anúncios

7 pensamentos sobre “O QUE É UM AVÔ

  1. Pouco conheci meus avós, pois não deu tempo. Um pouco mais minha avó materna que deixou doces lembranças (aquela que enviava os bombons). Mãe é algo muito especial na nossa vida.
    Tive a graça de ter a minha até os 94 anos e a saudade ficou pra sempre.

  2. O texto de fato é muito bonito e isso é inquestionável. Mas as pessoas deveriam pesquisar mais antes de publicarem coisas na internet. Moro em Floripa e não existe nenhum jornal com esse nome.

    O “Definição de avô” já roda há alguns anos pela internet, provavelmente em língua portuguesa (de Portugal). Em 2008, foi publicado aqui http://coisasdevidas.blogspot.com.br/2008/02/definio-de-av.html

    Alguém recentemente adaptou para o português brasileiro e deu novo fôlego para o texto, espalhando-o novamente pela internet. Ou seja, a tal “Ana Paula” de Floripa, também não existe.

    Vamos ser mais criteriosos, pessoal.

    P.S = O Jornal Cartaxo também é de Portugal e não tem nenhuma ligação com a matéria.

  3. Caro Gurizão, não lhe tiro a razão no que colocou. Só tenho a dizer que não se trata de falta de critério na reprodução, mas você há de convir que é realmente impossível a gente localizar todas as autorias e publicações. Não tem como verificar cada item que recebemos via e-mail. Tenho amigo escritor que tem seu texto reproduzido às centenas constando como autoria uma outra escritora famosa, o qual foi usado até como tema de publicidade gerando um processo que se estende por anos. A minha intenção, caro amigo, é só reproduzir temas que acho expressivos ou de interesse. Se o próprio autor se manifestar, lógico que procederei à correção com mil pedidos de desculpas. Mas considerando suas colocações, vou retirar a fonte que consta do texto.
    Agradeço de qualquer forma sua atenção e colaboração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s