Arquivo de Tag | alegria

Alguns conselhos

Já sei que pensaram e falaram que se conselho fosse realmente útil seria vendido.

Também acho, mas alguns comentários que são feitos acho bem pertinentes.

Sempre é bom pensar um pouquinho.

Afinal envelhecer é parte da vida, mas ser chato ou inconveniente….

 

 

idoso

1 – Tome posse da maturidade. A longevidade é uma bênção! Comemore! Ser maduro é um privilégio; é a última etapa da sua vida e se você acha que não soube viver as outras, não perca tempo, viva muito bem esta. Não fique falando toda hora: “estou velho”.  Velho é coisa enguiçada. Idade não é pretexto para ninguém ficar velho.

.2 – Perdoe a você antes de perdoar os outros. Se você falhou, pediu perdão? Deus já o perdoou e não se lembra mais. Não fique remoendo o passado. Não se importe com o julgamento dos outros.

3 – Viva com inteligência todo o seu tempo. Viva a sua vida, não a do seu marido, da sua esposa, dos filhos, dos netos, dos parentes, dos vizinhos, dos amigos… Nem viva só pra eles, viva pra você também. Isto se chama amor próprio, aquilo que você sacrificou sempre! Nunca viva em função dos outros. Faça o seu projeto de vida!

4 – Coma e beba com moderação; durma o suficiente. Tenha disciplina. Fale com muita sabedoria. Discipline sua voz: nem metálica; nem baixinha; seja agradável!

5 – Poupe seus familiares e amigos das memórias do passado. Valorize só o que foi bom. Experiências caóticas, traumas, fobias, neuroses, devem ser tratadas com o psicoterapeuta.

6 – Não aborreça ninguém com o relatório das suas viagens. Elas são interessantes só pra quem viaja. Ninguém aguenta ouvir os relatórios e ver fotografias horas e horas. Comente apenas o destino e a duração da viagem, se alguém perguntar.

7 – Escolha bons médicos. Não se automedique. Não há nada mais irritante do que um idoso metido a receitar remédio pra tudo o que o outro sente. Faça uma faxina na sua farmácia doméstica.

8 – Não arrisque cirurgias plásticas rejuvenescedoras. Elas têm prazo curto de duração. A chance de você ficar mais feio é altíssima e a de ficar mais jovem é fugaz. Faça exercícios faciais. Socorra os músculos da sua face. Tome no mínimo 8 copos de água por dia e 15 min de banho de sol é indispensável.

9 – Use seu dinheiro com critério. Gaste em coisas importantes e evite economizar tanto com você. Tudo o que se economizar com você será para quem? No dia em que você morrer, vai ser uma feira de Caruaru na sua casa. Vão carregar tudo. Não darão valor a nada daquilo que você valorizou tanto: enfeites, penduricalhos, livros antigos, roupas usadas, bijuterias cafonas, ouro velho, prataria preta, troféus encardidos, placas de homenagens. Por que não doar as roupas, abrir um brechó ou dar todas as suas bugigangas?

10 – A maturidade não lhe dá o direito de ser mal-educado. Nada de encher o prato na casa dos outros ou no self-service ou numa festa de casamento. Falar de boca cheia é insuportável.

11 – Só masque chiclete sem testemunhas. Não corra o risco de acharem que você já está ruminando ou falando sozinho(a).rsrsr

12 – Aposentadoria não significa ociosidade. Você deve arranjar alguma ocupação interessante e que lhe dê prazer. Serve qualquer coisa: ganhando ou gastando (se tiver) dinheiro.

13 – Cuidado com a nostalgia e o otimismo. Pessoas amargas e tristes são chatíssimas, as alegres demais, também. Elogie os amigos, não fique exigindo explicações de tudo. Amigo é amigo.

14 – Leia. Ainda há tempo para gostar de aprender. A maturidade pode lhe trazer sabedoria. Coloque-se no grupo sempre pronto para aprender. Não se apresente em lugar nenhum dizendo: sou muito experiente!

15 – Não acredite nas pessoas que dizem que não têm nada demais o idoso usar roupas de jovens, cuidado. Vista-se bem, mas com discrição.

16 – Seja avô/avó do seus netos, não o pai, a mãe  ou a babá. Por isso nem pense em educá-los ou comprometer todo o seu tempo com as tarefas chatas de ir buscar na escola, levar a festinhas, natação, inglês, vôlei… Só nas emergências. Cuidado com aquela disponibilidade que torna os outros irresponsáveis.

17 – Se alguém perguntar como vão seus netos, não precisa contar tuuuudo! Evite discorrer sobre a beleza rara e a inteligência excepcional deles. Cuidado com a idolatria de neto e o abandono dos filhos casados.

18 – Não seja uma sogra ou sogro chato. Nunca peça relatório de nada. Seu filho tem a família dele. Você agora é parente! Nunca, nunca mesmo, visite seus filhos sem que seja convidado. Se o filho ligar pra você, não diga: ah! lembrou finalmente da sua mãe? É melhor dizer: Deus o abençoe meu filho.

19 – Cuidado em atender ao telefone: se a pessoa perguntar como você vai e você responder “estou levando a vida como Deus quer”, “a vida é dura”, “estou vencendo a dureza”, você vai ver que as ligações dos amigos e dos parentes vão rarear, cada vez mais.

20 – A maturidade é o auge da vida, porque você tem idade, juízo, experiência, tempo e capacidade para se relacionar melhor com as pessoas. Então delete do seu computador mental o vírus da inveja, do orgulho, da vaidade, promiscuidades, cobranças, coisas pequenas e frustrantes para tomar posse de tudo o que você sempre sonhou:
a felicidade!

* Ivone Boechat é mestre em educação, pedagoga, conferencista e escritora. Autora do livro “Estratégias para encantar educadores na Arte de Aprender”.

“O desejo de ir em direção ao outro, de se comunicar com ele, ajudá-lo de forma eficiente, faz nascer em nós uma imensa energia e uma grande alegria, sem nenhuma sensação de cansaço.”

Dalai Lama

Anúncios

Decidi!

navio

Baixei as malas do armário, coloquei na cama e estou escolhendo as poucas roupas que ainda me restam pra colocá-las.

Vou pra uma longa viagem.

Pegarei o primeiro avião até onde possa chegar a um navio.

Sim, porque uma viagem de navio foi o que sempre quis. E vou me instalar no melhor andar, onde dê pra ver o céu até quase acabar e as ondas onde se transformarem em um tapete azul.

Com todo o prazer e luxo que me é querido.  Vou comer o que eu quiser, beber o que tiver vontade, me esbaldar com tudo como não o faço tem muito tempo ou, quem sabe, nunca fiz.

A música, ah! A música será ouvida intensa e gostosamente. Posso até dançar se tiver vontade. O par? Oras o par! Danço até sozinha e terei muito prazer. Sou ótima companhia.

Vou me sentar na espreguiçadeira logo ali, tomar o solzinho da manhã, ficar olhando e sentindo o balanço das ondas, pensando em nada.

Ou talvez até pense como é boa a vida vivida assim. Fazendo o que gosto, sentindo o cheirinho desse mar sem fim, esperando que me sirvam o que pedi: um suco de maracujá com abacaxi com pouco gelo que é pra degustar os sabores das frutas e uns canapés de queijo cottage com óleo de linhaça, mistura super boa pra saúde.

Saúde é algo que tem sido o centro de minhas atenções nos últimos tempos e pesquiso tudo o que possa ser bom pra mim. E uma das coisas que descobri ser ótimo é fazer algo que a gente gosta ou quer muito. Por isto resolvi fazer uma longa viagem pelo mar, não pensar em nada sério, não me preocupar com contas ou coisas do gênero. Só ir andando, vendo o mar, sentindo o sol, falando com quem falar comigo, ficando em silêncio se for o caso, meditar… expulsar do pensamento o que não for útil para esses momentos que são só meus.

Depois que fiquei bem mais esbelta – aliás, como sempre sonhei – tenho pouca roupa que me serve. Mais são os vestidos e blusas de minhas filhas que agora me servem como luvas. Mas tenho de confessar que nunca fui muito vaidosa e então as peças que tenho, mais umas duas peças que comprei, estão ótimas. Óculos para sol não uso porque nunca gostei e sempre achei que enxergava menos com qualquer um deles.

Como as roupas eram poucas, deu pra trazer uma maleta de cheia de livros os mais diferentes. Porque ficar sem ler seria um castigo e não estou pra isso. Trouxe um pouco de cada assunto, de forma a me atender nos momentos diversos. Crônicas, poesias, romances leves… Sim, tudo leve, pois afinal estou me sentindo em férias e nesse período não quero nada pesado que possa modificar ou tentar me ater a coisas que prendam demais minha atenção. Esse marzão aí na frente, a espuma borbulhante, esse cheirinho diferente de todos os meus dias… não tem nada que possa me desviar.

E a música lá fazendo fundo. Uma seleção perfeita de tudo que gosto e sei bem que sou eclética em tudo que seleciono. Ninguém entende nada como pode tocar ora uma coisa ora outra. E eu permanecer com este sorriso gostoso, me fartando de tudo.

Eu e a vida. A vida e eu. Nada mais nada menos.viagem

Logo mais uma cama gostosa, abraçando travesseiros fofos, me aninhando gostosamente, pra acordar amanhã e curtir tudo de novo.

Dormir o sono dos deuses, sonhar as nuvens do céu, me sentir envolvida pelo universo, ser amada e amar com volúpia todos os sentimentos que me afloram.

A vida que pedi e que os sonhos permitem.

 

SK – junho/14

 

Expresse seus sentimentos

Há poucos dias um amigo me perguntou o que a maturidade me ensinou.

De imediato respondi que a maturidade, quando chega, nos mostra que temos alguns direitos que antes não se faziam presentes.

Pensando no assunto, lendo matérias diversas, sofrendo na carne  e no espírito desavenças comigo mesma,

vou concluindo que é de suma importância deixar que nossos sentimentos aflorem.

Não existe nada que justifique ficarmos engolindo sensações boas ou não, sem se expressar ou demonstrar.  

A vida não é perfeita.

Temos os ciclos constantes de euforias, de grandes amores, de grandes dores, de perdas inconsoláveis, de ganhos incomensuráveis.

Cada dia é um só e não tem volta.

E então não tem sentido nenhum escondermos o que somos, o que queremos, o que gostamos,

o que nos agrada, o que nos desagrada, os sonhos que temos, a esperança que se renova, os medos que nos assolam.

Amor, raiva, saudade, querer, detestar, se irritar, sorrir, afagar, perdoar, querer companhia, pedir pra ficar só, chorar….

Tudo isto é vida.  

E a vida é pra ser vivida em todas as suas nuances, até que a morte nos separe.

Imperdoável permitir que a saúde deixe de existir completa por falta de consciência dos direitos que a nós pertence.

E nem precisa esperar pela maturidade pra fazer uso dos direitos inerentes.

Temos de viver sempre a realidade de cada um de nossos sentimentos

desde que a vida se instala e tem início nossa caminhada.  SK (Sonia K.)

coruja lendo

Você pode se enganar e enganar muitas pessoas fazendo o papel de bonzinho, de coitadinho ou contar mentiras para não ferir essa ou aquela pessoa. Você pode esconder tudo de todo mundo, mas o seu corpo sente e reage às agressões que você tem cometido contra ele.

Se você continua naquele relacionamento que não suporta mais, naquela rotina que tira a sua alegria, naquela sociedade que já se desgastou, naquele emprego que rouba o seu prazer, ou naquela amizade mais falsa que nota de R$ 60,00, o seu corpo vai sentir essas emoções e como uma bateria, vai carregar e armazenar esses sentimentos, até que um dia vai explodir como bomba atômica.

Desde crianças, somos obrigados a segurar as emoções. Muitos pais ensinam que chorar é “sinal de fraqueza”, “masturbação é pecado”, “sexo é vergonhoso e ter prazer é coisa de pessoas sem vergonha”. Desde muito pequeno, vamos sendo castrados em nossos sentimentos e emoções e quando podemos tomar nossas próprias decisões, em nome de “convenções da sociedade”, seguramos nossa raiva, nossa indignação, não abraçamos nossos amigos, não beijamos mais por uma vergonha besta e ridícula. A menina não abraça a menina por ter medo de ser chamada de “sapatão”, o menino não abraça o menino com medo de ser chamado de “bicha” e os homossexuais, escondem seus sentimentos com medo de serem rechaçados pela família e pela “comunidade”.

Assim, vamos armazenando sentimentos que precisam sair de alguma forma, e normalmente, todas as emoções se traduzem em raiva e/ou tristeza, uma sombra que se esconde por trás de sua aparente figura. Quanto mais tempo você sofrer calado, mais doente vai ficar…

Carl e Stephanie Simonton dirigem o “Cancer Counseling and Research Center de Dallas”, Texas , ele é um médico radioterapeuta, especializado no tratamento do Câncer. Stephanie é formada em Psicologia. Eles defendem a ideia de que as doenças sofrem grande influência psicológica. O casal, concluiu que uma doença não é só um fato físico, e sim, um problema que diz respeito à pessoa como um todo; corpo, emoções e mente. As emoções e a mente tem certa função na reação ao Câncer e na sua recuperação.

O Câncer, por exemplo, surge como uma indicação de problemas em outras áreas da vida da pessoa, agravados ou compostos de uma série de “problemas” que surgem de 6 a 18 meses antes de aparecer o Câncer. Foi observado que as pessoas reagiram a esses “problemas” com um sentimento de falta de esperança, desespero, desistindo de lutar por uma vida melhor. Acredita-se que essa reação emocional dispara um conjunto de reações fisiológicas que diminuem as defesas naturais do corpo, tornando-o mais frágil e favorecendo à produção de células anormais.

Por isso, nada de ficar guardando as suas emoções em uma caixa de orgulho e falsos pudores. Quer gritar? Grite!.

Quer reclamar? Reclame.

Quer comer jiló? Coma.

Quer se separar? Separe-se.

Pare de esconder os sentimentos, a vítima com certeza será você.

Paulo Roberto Gaefke

 

 

 

 

Memória de sua casa

morada 

O padrão vibratório de uma casa tem relação direta com a energia e o estado de espírito de seus moradores. Tudo o que pensamos e fazemos, as escolhas, os sentimentos, sejam bons ou ruins, são energias. O resultado reflete nos ambientes, pessoas e situações.

O corpo é nossa primeira morada e nossa casa, sua extensão. É ela que nos acolhe, protege e guarda nossa história. Da mesma forma que limpamos, nutrimos e cuidamos da vibração de nosso corpo, devemos estender esses cuidados e carinhos ao lar. Mais que escolher o imóvel e enfeitá-lo com móveis e objetos – muitas vezes guiados apenas por modismos ou pura praticidade -, a elaboração da atmosfera de um ambiente é importante porque reflete a personalidade de seu dono, dando pistas sobre seus gostos, estilo de vida, história e sonhos.

 

Há quem acredite que, colocando cristais, sinos de vento, fontes, espelhos, instrumentos do feng shui, é possível atrair bons fluídos e equilíbrio para dentro de casa. Mas, é muito pouco, pois a personalidade de um ambiente vai além. Ela é conseguida dia após dia, não apenas com técnicas, mas com pequenos atos de carinho e com muita energia boa.

Além de atrair bons fluídos para nosso lar, temos todas as condições de criá-los no interior do próprio ambiente. O conjunto de pensamentos, sentimentos, estado de espírito, condições físicas, anseios e intenções dos moradores fica impregnado no ambiente, criando o que se chama de egrégora.

Você, com certeza, já esteve em uma residência ou ambiente onde sentiu um profundo bem-estar e sensação de acolhimento, independe da beleza, luxo ou qualquer outro fator externo. Essa atmosfera gostosa, sem dúvida, era dada principalmente pelo estado de espírito positivo de seus moradores.

Infelizmente, hoje em dia, é muito mais corriqueiro entrarmos em ambientes que nos oprimem ou nos dão a sensação de falta de paz e, às vezes, até de sujeira, mesmo que a casa esteja limpa. A vontade é ir embora rapidamente, ainda que sejamos bem tratados.

O que poucos sabem é que as paredes, objetos e a atmosfera da casa têm memória e registram as energias de todos os acontecimentos e do estado de espírito de seus moradores. Por isso, quando pensar na saúde energética de sua casa, tome a iniciativa básica e vital de impregnar sua atmosfera apenas com bons pensamentos e muita fé. Evite brigas e discussões desnecessárias. Observe seu tom de voz: nada de gritos e formas agressivas de expressão. Não bata portas e tente assumir gestos harmoniosos, cuidando de seus objetos e entes queridos com carinho.

 casa no campo

Não pense mal dos outros. Pragas, nem pensar! Selecione muito bem as pessoas que vão frequentar sua casa. Festas, brindes e comemorações alegres são bem-vindas porque trazem alegria e muita energia, mas cuidado com os excessos. Nada de bebedeiras e muito menos uso de drogas, que atraem más energias.

Se você nutre uma mágoa profunda ou mesmo um ódio forte por alguém, procure ajuda para limpar essas energias densas de seu coração. Lembre-se que sua casa também pode estar contaminada.

Aprenda a fazer escolhas e determine o que quer para sua vida e ambiente onde mora. Alegria, amor, paz, prosperidade, saúde, amizades, beleza já estão bons para começar, não é mesmo?
Reflita sobre como você vive em sua casa, no que pensa, como anda seu humor e reclamações do seu dia-a-dia. Tudo isto interfere no seu astral.

“Compartilhar e-mails com mensagens positivas é colaborar com a disseminação da luz, abrindo corações, despertando consciências, contribuindo assim, para a transformação planetária.

Por Franco Guizzetti

Vida que se renova

FELIZ ANO NOVO!

feliz ano novo

Há dias e dias que pelas madrugadas fico pensando, pensando e escrevendo em pensamento. Tenho tanta coisa pra falar, mas não tenho conseguido sentar aqui e registrar. Agora me sentei, um copo de suco de uva ao lado e vamos conversar um pouquinho.

 

Um novo ano se aproxima e preciso deixar falado que este ano que já se coloca no horizonte, partindo pra sempre, não foi dos mais fáceis pra mim. Passei por períodos de muito medo, de muita insegurança, de muita dor física e emocional, mas consegui atravessá-lo por inteiro e sem perder a esperança de que novos dias estão chegando com surpresas agradáveis, momentos de paz e amor para todos os que amo.

 

Apesar das dores, tive prazeres enormes conhecendo pessoas maravilhosas que me cercaram e conviveram comigo dia a dia, tanto pessoal como virtualmente.

Sim, porque hoje a gente consegue conhecer, conversar e conviver, mesmo virtualmente, com a mesma sensação de presença física.

 

Conheci pessoas que se dedicam a cuidar de outros com sorrisos e palavras de entusiasmo;

– pude me encontrar com gente que é poeta, que escreve textos belíssimos que é algo que sempre admirei muito;

– pude me aproximar de gente que é artista de alma, que pinta, escreve, canta e encanta;

– conheci outras que têm uma vida semelhante a minha, que cuidam de animaizinhos amados, moram em uma casa simples, mas cheias de amor e esperança, com as quais estreitei laços que serão de amor para sempre;

– conversei com muita gente que me fez muito bem espiritualmente, que me animou em momentos complicados;

– tive visitas de pessoas lindas que só conhecia por aqui e que vieram me ver e até trouxeram mimos para me alegrar e como forma de nos conhecermos pessoalmente;

– tive a graça de contar com a ajuda de pessoas queridas, até chegadas familiarmente, mas que me surpreenderam com a solidariedade e carinho que se demonstram em atitudes;

– tive a oportunidade de contar com amigos sinceros e com presença constante, que se preocuparam em fazer e trazer comidinhas que pudessem me agradar e fazer bem, que foram comigo até subir em árvores pra colher folhas de chá que me ajudariam.

 

Tudo isto não tem preço. Não tem forma de se agradecer. Tenho só mesmo de abençoar a cada um, pedindo a Deus que lhes dê o retorno de todo este bem que me fizeram. 

Por este aspecto foi um ano lindo. Minhas experiências de saúde não foram  das melhores, mas trouxeram consigo momentos muito especiais.

 A VIDA é isto!

Coisas tristes que trazem em seu bojo também a alegria.

A compensação sempre acontece.

E isto é muito importante.

Viver o dia a dia, sem perder os melhores momentos.

Chorar para aprender a sorrir cada vez mais e de forma completa.

Se não tivesse chuva não teríamos a possibilidade do arco-íris com suas cores divinas e incomparáveis.

Sempre falei e agora posso repetir com certeza que quem não sabe chorar não pode aprender a sorrir.

Quem não passa por experiências complicadas não consegue encarar fatos simples.

 

Aprendi nessa caminhada a me desapegar de coisas materiais que não conseguia antes. Foi um aprendizado pra eu nunca mais dizer de boca cheia que a coisa mais importante da vida é o dinheiro, pois com ele existindo até cuidar da saúde é mais fácil.

Doce ilusão.

 

Afinal tudo é importante. Cada coisa tem seu valor e sua colocação no espaço desta vida. Isto é o VIVER.

Isto é o caminhar que se inicia no útero da mãe e vai nos conduzindo como numa formação de elos, cada fato se juntando aos outros, cada dia proporcionando novos acontecimentos que se juntam e que recebe o nome de VIDA.

 

E é muita VIDA – completa, com grandes surpresas, com lágrimas e sorrisos, com dores e

amenidades, com a condição de conhecer pessoas que enriquecem cada dia e fazem valer a

pena, com todos os jogos de perdas e ganhos, com todos os elos que compõem esta grande

sinfonia – muita e muita VIDA é o que desejo a todos que fizeram e fazem parte da minha.

 

 ramal

Sou como sou

Esta questão de “sou como sou e não como querem que eu seja” valeu uma boa reprimenda e castigo quando que era menina e ainda estudava interna em colégio de dominicanas.

Não resisti colocar tal frase em um santinho que dei para uma freira que eu gostava muito.

Creio que eu não era das meninas mais quietinhas e passivas e devo ter feito algo naqueles dias que não comportava eu mesma referendar rsrs

Acho que foi por isto o castigo.

Mas esta frase  – que vi pela primeira vez em um caminhão rodando pela estradinha de Poços de Caldas à Guaxupé – ficou sempre gravada em meu subconsciente.

Este quadro que encontrei agora vem complementar o que realmente penso.  

Uma pequena correção.

Eu era quietinha sim, mas no silêncio, doçura e timidez que aparentava, escondia-se sempre um tanto de rebeldia

que fazia questão de se mostrar nem sempre de forma devida e não atrevida.

E que bom que consegui manter pela vida afora o ser assim, sem perder meus sonhos.

sou como sou

A Glândula Timo

glandula timo

No centro do peito, atrás do osso onde as pessoas tocam quando ele diz ‘EU’, existe uma pequena glândula chamada timo. Seu nome em grego, “thymos ” significa energia vital. Será preciso dizer mais?

Sim, é preciso dizer algo mais… Porque o timo continua sendo um grande desconhecido. Ela cresce quando estamos alegres e se encolhe pela metade quando estamos estressados e mais ainda quando adoecemos.

Este recurso confundiu durante muito tempo a medicina que o conhecia encolhido apenas através de autópsias quando sempre estava encolhido.
Supunha-se que fosse atrofiado e que deixava de trabalhar na adolescência, tanto que durante décadas médicos americanos bombardearam o timo que estavam perfeitamente saudáveis com altas doses de raios X, acreditando que seu “tamanho anormal” poderia causar problemas.

Mais tarde a ciência comprovou que mesmo estando encolhido após a infância, o timo ainda continuava ativo e, é um dos pilares do nosso sistema imunológico, juntamente com as glândulas suprarrenais  e a medula espinhal e está diretamente ligado aos sentidos da consciência e da fala.

Como uma central telefônica por onde passam todas as chamadas fazendo as conexões para fora e para dentro.
Se somos invadidos por micróbios ou toxinas reage imediatamente produzindo células de defesa.
Mas também é muito sensível a imagens, cores, luzes, cheiros, sabores, gestos, toques, sons, palavras e pensamentos.
Amor e ódio o afetam profundamente.
Os pensamentos negativos têm mais poder sobre ele que os vírus e bactérias.

Como essa atitude negativa não existe de forma concreta, o timo tenta reagir e enfraquece com a luta contra o invasor desconhecido e abre espaços para sintomas de baixa imunidade, como herpes.

Em compensação os pensamentos positivos conseguem ativar todos os seus poderes, lembrando que a fé remove montanhas.
Um teste de pensamento.
Este simples teste pode demonstrar essa conexão.

Una o seu polegar e o dedo indicador na posição de ‘ok’, pressione com firmeza e peça a alguém para tentar abri-los enquanto você pensa * estou feliz. *

Em seguida, repita com o * pensamento * Eu sou infeliz.

A maioria das pessoas manteve a força do dedo com o pensamento feliz e enfraquece quando você pensa que é infeliz. (Substitui os pensamentos de um delicioso chocolate, recheado com creme de coco, para ver o que acontece…) O mesmo teste é usado para diagnosticar situações muito mais complexas.

Por exemplo, o médico precisa de um diagnóstico diferencial o paciente tem um abscesso no fígado e os sintomas tanto pode significar um câncer como amebas.

Usando lâminas de amostras ou slides com representações gráficas de ambas as hipóteses testa a força muscular do paciente que está em contato com eles e chega ao resultado desejado.
As reações são consideradas respostas do timo e esse método que tem sido demonstrado em congressos científicos ao redor do mundo e é ensinada na Universidade de São Paulo (Brasil) e com médicos acupunturistas.

O curioso é que o timo é bem próximo ao coração, que acaba ganhando todo o crédito por sentimentos, emoções, decisões, fala, audição, estado de espírito, etc. ”
“ Estou com o coração pesado”, por exemplo, revela uma verdadeira situação que só por reflexo envolve o coração ao problema.
O próprio Chakra cardíaco fonte da energia de unidade e de compaixão, tem mais a ver com o timo que com o chakra do coração e é neste chakra que, segundo os ensinamentos budistas, há a passagem do estado animal para o estado humano.

Que interessante! Você pode está pensando, mas e daí?
Acontece que, se você quiser, pode exercitar o timo para aumentar sua produção de riqueza e felicidade.

Na parte da manhã ao levantar ou à noite antes de dormir:

a) – Em pé, joelhos levemente dobrados (a distância entre os pés deve ser o mesmo do ombro). Coloque o seu peso em toda sola do seu pé, mas sobre os dedos e não sobre o calcanhar e mantenha todos os músculos muito relaxados.

b) – Feche qualquer uma das mãos e começar a tocar continuamente com os nós dos dedos no centro do peito, marcando o ritmo, assim uma forte e duas fracas. Siga fazendo isso de 3 a 5 minutos, respirando calmamente, enquanto observa a vibração em toda a região torácica.

O exercício estará atraindo o sangue e a energia para o timo, fazendo-a crescer em vitalidade e também beneficiando o pulmão, coração, brônquios e garganta.

Ou seja, enchendo o peito de algo que era seu e só estava esperando um olhar de reconhecimento para se tornar corajoso, calmo, nutrido emocionalmente como um abraço.

Excelente, intimista, cheio de ânimo…

Luis Hdez.  Ayurveda Tibetano  Deva Shabdam Janete YOGA MAHA MANU