Arquivo de Tag | dores

Êxtase

silêncio

Tome consciência do êxtase

“A mente em geral está consciente da dor, mas nunca do êxtase. Se você tem dor de cabeça, está consciente dela. Se não tem dor de cabeça, não se dá conta do bem-estar. Quando o corpo dói, fica consciente dele, mas, quando o corpo está perfeitamente saudável, você não tem consciência da sua saúde.

Essa é a causa básica que faz com que você se sinta tão infeliz: toda a nossa consciência está concentrada na dor. Nós só contamos os espinhos – nunca olhamos para as flores. De algum modo, escolhemos os espinhos e ignoramos as flores. Por uma razão biológica, a natureza fez com que você tivesse consciência da dor para poder evitá-la. De outro modo, sua mão podia ser queimada sem que notasse, seria difícil sobreviver. A natureza, no entanto, não tem qualquer sistema para deixá-lo consciente do prazer, da alegria, da bem-aventurança. Isso tem que ser aprendido, tem que ser praticado. Trata-se de uma arte.

Deste momento em diante, procure ficar consciente das coisas que não são naturais. Por exemplo, seu corpo está saudável: sente-se silenciosamente e tome consciência dele. Sinta o bem-estar. Não há nada de errado com você – aproveite! Faça um esforço deliberado para ter percepção disso. Você se alimentou bem e o seu corpo está satisfeito, saciado: tome consciência disso.

Quando você está com fome, a natureza o deixa consciente disso, mas não tem um sistema para deixá-lo consciente quando está saciado, é algo que tem de ser desenvolvido. A natureza precisa aprimorar essa capacidade porque a sobrevivência é tudo o que tem em vista – qualquer coisa além disso é luxo. A felicidade é um luxo, o maior luxo que existe.

Observo que é isso que faz com que as pessoas sejam tão infelizes – na verdade, não são tão infelizes quanto parecem. Têm muitos momentos de grande alegria, mas esses momentos passam em branco, pois elas nunca tomam consciência deles. A memória das pessoas está sempre cheia de dor e de feridas. A mente, sempre cheia de pesadelos. Num período de 24 horas acontecem milhares de coisas pelas quais você daria graças a Deus, mas sequer se dá conta delas!

Você precisa começar a fazer isso a partir de agora. Ficará surpreso ao ver que a alegria aumentará dia após dia, enquanto a dor e a tristeza diminuirão proporcionalmente, até chegar o dia em que a vida será quase uma celebração. A dor só surgirá de vez em quando e fará parte do jogo. Você não ficará abalado nem perturbado, apenas aceitará.

Se você aprecia a sensação de saciedade que surge depois que come, sabe que a fome provoca uma leve dor… e isso é bom. Se teve uma boa noite de sono e pela manhã se sentiu vivo e revigorado, sabe que, se passar uma noite sem dormir, sentirá um leve mal-estar, mas isso também faz parte do jogo.

Sei por experiência própria que a vida consiste em 99% de alegria e 1% de dor. Contudo, a vida das pessoas consiste em 99% de dor e 1% de alegria – está tudo invertido.

Fique cada vez mais consciente do prazer, da felicidade, do positivo, das flores, dos pequenos raios de sol em meio às nuvens negras.”

Osho, em “Corpo e Mente em Equilíbrio”

Anúncios

O sal e a dor

sal na água

“O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d’água e bebesse.
– Qual é o gosto? – perguntou o Mestre.
– Ruim. – disse o jovem sem pensar duas vezes.
O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse junto com ele ao lago. Os dois caminharam em silêncio, e quando chegaram lá o mestre mandou que o jovem jogasse o sal no lago. O jovem então fez como o mestre disse.
Logo após o velho disse:
– Beba um pouco dessa água.
O jovem assim o fez e enquanto a água escorria do queixo do jovem o Mestre perguntou:
– Qual é o gosto?
– Bom! – o jovem disse sem pestanejar.
– Você sente o gosto do sal? – perguntou o Mestre.
– Não. – disse o jovem.
O Mestre então sentou ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse:
– A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta. É dar mais valor ao que você tem em detrimento ao que ao que você perdeu. Em outras palavras: É deixar de ser copo, para tornar-se um Lago.”

O luto e as tintas

 

amor e morte

O que foi dito, foi dito e ponto final.
O que foi feito, está feito e não tem jeito.
O que passou, passou e não volta mais.
Tudo tão simples não é?
Não! Não é.

Para quem vive uma situação de arrependimento,
para quem está passando por uma dor profunda causada por uma perda,
nada é simples, nada é claro.

Por isso, quando quiser ajudar,
ou sair de uma fase assim, viva o seu luto.

Ou seja, chore, arranque os cabelos, xingue,
grite, proteste, fique sem comer, desabafe,
mas faça tudo com emoção verdadeira,
com lágrimas de sangue, sem dó de ninguém,
nem de você.

O único cuidado que você deverá tomar é com o tempo.
O seu luto não deve passar de 7 dias.
Não estou falando de esquecimento.
Certas pessoas e fatos não devemos esquecer.
Estou falando da intensidade da dor.

Eu te garanto que tem gente de luto há mais de 10 anos.
Tem gente que já nasceu de luto.
Tem gente que você olha para a cara e vê o luto.
Outras que só se aproximam para deixar você de luto.

Não se prenda ao passado que não volta!
No arrependimento que não conserta,
na esperança vazia do que não vai acontecer.

Pegue a sua malinha de dores e jogue no rio
(com uma pedra pesada dentro).

O que resta para nós todos os dias,
é apenas o dia de hoje.

Pegue o seu dia e construa o seu futuro agora.
Ele vai ter a cor, o sabor
e as alegrias que você desejar já.

Qual será a cor da sua vida amanhã?
É só olhar para as cores que você está pintando hoje.
Espero que seja com aquarela amarela, cheia de cores lindas.luto e flores
Porque cinza já basta a minha meia antiga…
Viva o seu dia!
Viva você!

____________________ Paulo Roberto Gaefke

Dores osteoarticulares

Muitas pessoas – em especial os idosos – pensam na chegada do inverno como um vilão: junto com ele, batem à porta as dores ósseas, musculares e articulares. A ciência ainda não explica exatamente como as alterações meteorológicas pioram algumas doenças e alguns doentes, mas sabe-se que alterações na pressão atmosférica (barométrica), juntamente com a umidade e a temperatura baixa, interferem no funcionamento normal das células e, consequentemente, dos órgãos e sistemas orgânicos.

Atualmente, no arsenal terapêutico ocidental, podemos contar com diversas alternativas terapêuticas para aliviar o sofrimento daqueles que padecem de dores agravadas pelo clima, entre elas a acupuntura – método milenar da tradicional medicina chinesa que atua em pontos estratégicos.

A acupuntura atua nas articulações, nos ossos e nos músculos, melhorando a nutrição e o reparo celular das juntas, bem como aumenta a vascularização e equilibra o metabolismo dos músculos e dos nervos, trazendo relaxamento e aliviando dores nessa época de temperaturas baixas.

Terceira idade

A acupuntura é bem indicada para pacientes que já chegaram à terceira idade. Os idosos em geral têm dificuldades de mobilidade por consequência de um metabolismo muscular mais frágil e, com a acupuntura, além de reduzir o problema das dores ósseas e articulares, o método previne a atrofia muscular e ainda contribui para uma maior longevidade.

Estudo aponta melhoria na motricidade humana 

Um estudo realizado na Universidade de Waseda, em Tóquio, no Japão, apontou que o tratamento através da acupuntura pode melhorar significativamente o movimento humano.

Segundo Akiko Onda, pesquisadora que liderou o estudo durante quatro anos, os resultados alcançados nesse estudo identificaram que a acupuntura pode prevenir a atrofia dos músculos esqueléticos. Durante a pesquisa, publicada pela Biochemical and Biophysical Research Communications, a equipe comprovou que a perda de massa muscular poderia ser significativamente revertida pela acupuntura.

O resultado desse estudo é extremamente importante para a população em geral por conta da perda muscular anual média, de 1%, que todos nós apresentamos normalmente após os 40 anos. E, mais ainda, por aqueles que perdem muita massa por causa de problemas de saúde, ou porque estão acamados ou apresentam problemas de locomoção e atrofias.

Alinhando acupuntura e exercícios físicos, na medida do possível, a tendência é só melhorar!

Dr. Márcio de Luna

(site Portal Terceira idade

)

O corpo fala e não mente

 

Quando sentimos uma dor seja ela qual for, a última coisa que pensamos é que ela é um aviso de nosso corpo nos alertando que em algum setor de nossa vida existe alguma coisa errada. Mas é isso, toda e qualquer dor ou alteração no nosso organismo, tenha ela surgido naturalmente ou em decorrência de acidentes, têm como origem um desajuste no campo emocional.

Existem situações na vida com as quais dizemos, aprendemos a conviver, porém são situações que nos incomodam, que não resolvemos nem aceitamos. A convivência inadequada com tais situações, mais dias menos dias, vai alterando o estado emocional da pessoa e essas alterações vão pouco a pouco refletindo no seu estado psicológico, apresentando sintomas de depressão, síndrome do pânico, etc.. Outra forma de manifestação desses desequilíbrios é a somatização no corpo físico em forms de dores e outros desajustes orgânicos.
Por isso é muito importante aprendermos a conhecer bem nosso corpo, estando atentos às alterações que ele apresenta, pois ele nos diz exatamente onde estamos falhando e em que precisamos mudar. Como diz o título da matéria o corpo fala, e não mente. Vamos então conhecer com maiores detalhes um pouco da linguagem do corpo.

Hérnia de disco: significa que a pessoa está profundamente indecisa quanto à sua vida. Sente-se totalmente desamparada e seus pensamentos a deprimem, pois não possibilitam que ele encontre saída param essa situação. A hérnia de disco é a forma de impedir a articulação da coluna. Ela mostra , simbolicamente o quanto a pessoa se sente amarrada, o quanto os movimentos estão presos e essa dificuldade é gerada porque o apoio necessário para a movimentação não é encontrado. Então, simbolicamente, isso ocorre quando a pessoa não recebe apoio de alguém, no momento em que mais precisa.

Enxaqueca e dor de cabeça: As pessoas que sofrem de enxaqueca têm um orgulho muito forte e não permitem que pessoas autoritárias mandem em sua vida ou controlem seus passos. Resistem a tudo e a todos que, conforme elas acreditam, queiram invadir seu espaço vital. São pessoas que não se entregam aos prazeres, pois receiam serem dominados de alguma forma. Normalmente têm medo do sexo ou de suas conseqüências, devido à limitações morais, religiosas, familiares, etc.
Se você se identifica nesta situação, solte-se e deixe seu coração falar. Não use a razão somente, pois devemos equilibrar os dois hemisférios (razão e emoção), para evitarmos esses conflitos internos e suas somatizações. Suavize seus pensamentos, amenize seus sentimentos, permita-se sentir alegria.

Alergia na pele: significa que a pessoa está vivendo momentos de irritação com as pessoas próximas e que atrasam seu desenvolvimento pessoal e profissional. Quando ela se vê obrigada a fazer o que não gosta, persuadida por pessoas de quem depende de alguma forma, surgirá, com certeza, coceira incessante significando o desejo inconsciente de arrancar aquilo que incomoda profundamente.
Pare de se sentir contrariado. Se você está passando por isso é porque, de alguma forma, procurou. Saia dessa sem ressentimentos, pois ninguém sabe quando está causando alergia em alguém. Passe a se expressar melhor. Seja objetivo e tire a culpa do seu coração. Eduque-se a não deixar que seu espaço seja ameaçado. Diga abertamente tudo que o incomoda, pois tudo pode ser falado desde que seja com respeito e determinação. Analise-se e perceba se você consegue, humildemente, mudar um pouco mais o seu jeito de falar com as pessoas e o trato consigo mesmo. O mundo à sua volta só ira mudar se você mudar primeiro.

Labirintite: Significa pensamentos atrapalhados, nervosismo reprimido, o efeito de um golpe emocional, a necessidade de liberdade para pensar e agir, a sensação de falta de amor, sentimentos de solidão, dificuldade para expressar-se, e estar tonto com tantos problemas emocionais, e sentir-se desamparado e teimar em continuar tentando pelos velhos caminhos que nunca deram certo. Pare de tentar achar uma saída. Pare de fazer de conta liberte-se das amarras que o sufocam colocando seus sentimentos em primeiro lugar. Pare de se anular, aja com humildade, mas seja firme em suas decisões.

Artrite: Representa um coração cheio de críticas e ressentimentos por pessoas que não valorizam seus esforços. Pessoas com esse tipo de inflamação são as que, às vezes, perdem tempo questionando em pensamentos os porquês das atitudes das pessoas. Não conseguem sentir que são amadas e geram conflitos de carência. Costumam culpar os outros pelo mal que as aflige. Essas pessoas precisam desligar-se do passado através do perdão.
As alterações do corpo podem ainda causar desequilíbrio da condição interna do organismo. Vejamos alguns exemplos:

Pele amarelada: indica possíveis disfunções do fígado e vesícula biliar, como no caso da icterícia.

Pele cinza-azulada: indica fragilidade ou dificuldade do fígado e pâncreas para executarem suas funções.

Pele muito vermelha: possíveis disfunções cardíacas e respiratórias como na expansão capilar nas faces, ou pressão sangüínea anormal.

Mãos e pés frios: excesso de açúcar, frutas e bebidas geladas. Desordens digestivas e excretórias, bem como do sistema nervoso.

Inchaço generalizado de pés e mãos: ingestão excessiva de líquido, gordura, especialmente causado por frutas, sucos, laticínios. Desordens no aparelho circulatório e reprodutor.
Assim como esses muitos outros sinais podem ser dados por nosso corpo. Em alguns casos são simples sinais de alerta para pequenas alterações, em outros, porém podem ser verdadeiros pedidos de socorro para desequilíbrios que não sabemos ou não admitimos ter. Por isso a necessidade de mantermos sempre a alimentação, repouso e atividades em níveis equilibrados, procurando conhecer o melhor possível nosso corpo, estando sempre atentos para o que ele possa estar querendo nos dizer.

Da cabeça aos pés, tudo foi estudado, comprovando que cada parte do nosso corpo tem uma linguagem a ser entendida. A cabeça, o tronco, os membros e cada órgão interno recebem um impulso nervoso do cérebro que é comandado pelas emoções. Há uma infinidade de reações nervosas que causam doenças, sendo que uma grande parte delas a medicina não reconhece como inconscientes. Vamos mostrar alguns exemplos de como um pensamento crônico pode transformar-se em seu corpo, através das reações químicas comandadas pelo corpo.

SINUSITE RINITE: Sinusite é um sinal de que seu ego está profundamente irritado com alguma pessoa que convive com você. Ë provável que esta pessoa tente constantemente invadir seu espaço vital.

Sinusite é uma inflamação mental relacionada com alguém próximo; é a atitude mental rebelde ou a rebeldia nutrida contra os pais. Na verdade, o nariz representa a nossa sensibilidade quanto à aceitação ou recusa de algo ou alguém.

O sentimento de gratidão destas pessoas é quase que superficial e para se obter a cura total dessa dificuldade de respirar, é necessário que se comece reconhecendo que no passado ficaram suas melhores experiências e foi lá que você aprendeu tudo o que sabe hoje. Seus pais, amigos, patrões, funcionários, etc., todos, direta ou indiretamente o ajudaram a crescer. O demérito está naqueles que não aceitam, com humildade, as diferenças de opiniões, pois consideram-se os mais inteligentes e infalíveis.

Coloque em prática o que você sabe, em beneficio das outras pessoas e de si próprio. Admita humildemente os seu erros e sua ignorância em determinados assuntos, porque somente assim você descobrirá suas limitações e procurará se aperfeiçoar.

CORIZA: É a inflamação catarral da membrana mucosa das fossas nasais. Ocorre em pessoas extremamente sensíveis, que acham que só se pode conseguir o que se quer se alguém permitir. Você que tem coriza, cresça e pare de sentir-se como criança chorosa e vá à luta. Com lágrimas você não vai a lugar algum. Tenha vontade de criar suas próprias coisas e sentir prazer por elas e com elas. Participe ativamente e aceite a si mesmo com amor e sabedoria. Saiba amadurecer com alegria e dinamismo, sem perder a juventude. Perca o hábito de sentir-se vítima e enxergue que você tem capacidade e argumentos para agir diferente quando sentir-se acuado.

JOELHOS: Simbolizam atitudes para com você mesmo, no presente. Eles deveriam equilibrar o seu passado (coxas) e seu futuro (pernas). Pessoas que não conseguem aceitar opiniões alheias, e agem como crianças para defender seu 0espaço, mostram que precisam amadurecer mais para poder compreender novas formas de se defender contra aqueles que lhe opõem. Faltar com o respeito para consigo mesmo deixando de realizar seus objetivos ou suportando todas as contrariedades, domésticas ou profissionais, também não é uma maneira correta de comunicar-se. A anulação pessoal só acontece quando a pessoa não conhece outros meios de se expressar e acredita que já tentou tudo para mudar uma situação desagradável, que a aflige. Se você se sente ferido em seus sentimentos e em seu orgulho porque está fazendo coisas que contrariam seu verdadeiro modo de ser, se está se desrespeitando ao forçar uma situação por não saber como corrigi-la e vive com o coração repleto de críticas e desapontamentos, saiba que seus meniscos, ligamentos e ossos do joelho serão afetados. Eles irão inflamar e poderá até ocorrer estiramento ou rompimento dos ligamentos, mesmo que seja provocado por algum acidente. Nós somos conduzidos, cegamente, pelo nosso inconsciente, para o bem ou para o mal, conforme o que acreditamos, ou pensamos constantemente.

As pessoas que não se dobram aos outros e teimam em sustentar as suas opiniões acabam somatizando um joelho que não dobra, que não flexiona e é extremamente dolorido.
A análise de nossa conduta mais secreta é, realmente, um trabalho difícil que requer sinceridade e lealdade com relação a nós mesmos. Para revertermos o quadro de doenças, dores, etc. para a saúde e a felicidade, devemos reconhecer nossas emoções diárias e não somente nossos pensamentos, para que possamos trabalhar na mudança do nosso interior.

PROBLEMAS NO MÚSCULO DO PESCOÇO: Dor no pescoço simboliza a inflexibilidade de seus pensamentos e a dificuldade de relaxar em relação às cobranças alheias e mesmo à auto-cobrança.
A pessoa que não quer deixar de ter opiniões rígidas e recusa-se duramente a mudar seus hábitos, vai ganhar um pescoço duro, igual à sua cabeça. Pessoas perfeccionistas normalmente têm muitos torcicolos.
Muitas vezes, as pessoas acordam com o pescoço doendo e nem conseguem girar a cabeça para o outro lado, reclamam: Dormi de mau jeito por isso estou assim. Tomei um golpe de vento ontem, e hoje acordei mal. E assim por diante.

Acontece que estas são apenas justificativas e não explicações reais para as dores.
Com estes exemplos, você pode ver como o consciente reage por não saber ou não ter se preocupado em aprender a linguagem do corpo. Enquanto não tomarmos consciência daquilo que acontece com nosso corpo, estaremos tentando eternamente achar resposta para nossos problemas, percorrendo o caminho oposto ao da verdade.

Se você estiver com dor no pescoço ou torcicolo, pare e pense um pouco. Analise seus últimos atos ou pensamentos contra algo ou alguém. Lembre-se de algum episódio durante o seu dia de ontem ou anteontem. Será que você não esta sendo teimoso com alguém ou com alguma idéia fixa? Será que você não está sendo insistente demais em querer que determinada pessoa pare de agir daquele jeito que tanto desagrada você?

Sempre haverá uma resposta, mas se você não souber saudavelmente voltar atrás e desistir de alguns aspectos negativos da sua conduta, seu pescoço continuará doendo e mostrando que você ainda não consegue olhar para o outro lado da questão. E literalmente, você não conseguirá olhar para o lado, a não ser que gire o corpo todo.

GORDURA: A gordura é o casulo que a pessoa cria, inconscientemente, para se proteger e se esconder dos problemas externos. Pessoas muito sensíveis, que se deixam magoar com facilidade, buscam se proteger atrás da gordura, que representa a maciez de um abraço. Muitas vezes, a gordura é uma forma convenientemente usada para se conseguirem certos benefícios, como atrair a compaixão de outras pessoas, deixar de trabalhar naquilo que não gosta, escapar de certas obrigações que limitam sua liberdade e até mesmo testar o amor e a fidelidade do cônjuge ou dos pais. Mais uma vez vemos que o perigo está em nossa mente, não no mundo em que vivemos, e nem nos alimentos que comemos.

Faça um ”regime” nos seus pensamentos e limpe toda essa amargura. Viva tranqüilamente e sem se sentir ameaçado. Ame profundamente a todos e você perceberá que, como resposta, receberá mais amor dos outros. Saia já desse casulo e participe ativamente do mundo, de peito aberto e acreditando que você está sendo protegido pelas mãos do Grande Pai.

Pare de guardar mágoas e ressentimentos. Apenas aja com docilidade e poder e não deixe que as diferenças de vida e opiniões o aflijam.

Atenção: quanto mais você “engolir” e guardar mágoas, mais seu corpo engordará.
Para você superar definitivamente essa dificuldade de emagrecer terá que compreender que toda expectativa gera frustração. Por isto, não fique esperando acontecer o que você deseja, nem queira que as pessoas sejam como você ou lhe dêem aquilo que tanto você almeja. Saia já dessa postura de vítima e perceba o tamanho do seu próprio poder. Ninguém é responsável pelas suas fraquezas ou fracassos. Tudo depende exclusivamente da sua postura diante da vida e dos acontecimentos. Tenha coragem de mudar seu comportamento e ser você mesmo.

Pratique esportes ou faça exercícios. Torne seus pensamentos mais ativos e coloque em prática suas decisões. O mundo espera você para agir com ele. Transforme essa gordura em energia, sacudindo a poeira do passado e olhando para frente. Rápido.
Vamos acorde! Organize-se! Tudo só depende de você!

Chega de arrumar pretextos, pois isso só vem provar que você está realmente tendo alguma conveniência em ser gordo. Busque o que você deseja, sem prejudicar sua saúde e sua beleza. E, definitivamente, tente compreender que quando nos magoamos com algo é porque estamos sendo egoístas em querer que tudo seja do nosso jeito. Liberte-se dessa tendência e aceite as pessoas como elas são. Seja você mesmo e não se permita pensamentos negativos. Eleve-se a cada dia com bons sentimentos em relação à vida e cresça cada vez mais dentro da evolução espiritual, sem mágoas, sem medos, nem desconfianças. Quanto mais você se aproximar de Deus, mais se sentirá confiante e feliz. De outra forma, você estará cada vez mais longe d’Ele.

 Ronaldo Cardim

 

 

Poema Pobre


Minha muito querida amiga Marisa enviou hoje esse lindo poema feito nas noites lindas de agosto que vai à solta, tocando os corações. Fica aqui pra deliciar esse dia e cada um sentir uma alma cantando.

 

Minha pobre poesia

é sem não-me-toques:

diz o que sente

sem retoques

Pois eu digo sem rodeios

poesia é coisa de muitos meios

A minha é pé no chão

taipa de fogão à lenha

leite tirado da vaca

sonho que se ordenha

É cheiro de grama orvalhada

som de trovoada

pulo do sapo na relva

vida renovada

Roupa de algodão

chinelinho rasteiro

dor no coração

pombos no viveiro

Pois saibam os senhores

versos sentem dores

e estou aqui

na voragem da vida

rimando sofrida

Minha poesia paulista

tem som de viola caipira

repica numa ciranda

roda de dança catira

Minha poesia é pobreza

é sandália franciscana

tem cheiro de café

arroubo de fé

e gosto de cana

Meu poema pobrezinho

não tem um vintém

não conhece ninguém

é sozinho

Vive de migalhas

de palavras contidas

veste-se de tralhas

das horas batidas

Meu pobre poema

não possui esquema

nem estratagema

nem do ovo a gema

Canta pequenino

as tristes cantigas

varre o chão de pedras

deita-se em urtigas

Meu poema pobre

sem linhagem nobre

não faz feio:

vai levando a vida

como ao mundo veio

Se me envergonho?

Nada! Até componho

qualquer um versinho:

vou pelo caminho

brada o meu poema

geme o meu pinho

Meu poema chora

pela vida afora

Mas percorre altivo

as frases solares

e rima festivo

solto pelos ares…

(Marisa Bueloni – poetisa de Piracicaba)

O tempo passou

O tempo passou.

Muitas dores, muitas mágoas,

muito não entender os porquês,

muitas perguntas no ar.

Olho no espelho e me assusto

vendo as rugas que se formaram.

Verticais, fininhas, muito próximas entre si.

Sinais indeléveis de um tempo que vivi.

Os cabelos já deixaram o cinza

e passaram para a neve total.

Percebo então quanto tempo deixei passar

sem nem ao menos me olhar.